laylla

laylla
ao tempo o tempo

segunda-feira, 26 de março de 2012

quem sou eu

Você nunca quis saber quem eu sou

Nunca se perguntou quem eu era

Nunca me viu nua,linda ,transparente

O que eu sou para você?

Uma lembrança?

Mas lembrança de que?

Quem sou eu?

O que eu sou?

O vento sabe

Pode dizer pra você

Os segredos

Que contei...

O mar sabe ;me descobriu

quando, misturou suas águas

As minhas quando chorei de saudade

Depois contou pra o Rio,

O Rio sabe...o riacho sabe e

Contou pra chuva

Quem sou eu...
O amor sabe, ai contou

Pra dor...

A dor sabe.
O tudo sabe e contou para
o nada.

E se um dia você quiser saber
pergunte a eles
Ai você saberá quem eu sou
Um pouco do nada
Um pouco do tudo
Sou… alguém que te ama apesar de não

Saberes quem eu sou,

Porque eu sei quem tu és

E sinto que nunca saberás quem eu sou...

O teu único e verdadeiro amor

domingo, 4 de março de 2012

tanto mar...

Tanto mar... essa distancia
viajei... por esse amor
Tanto mar... Essa distancia
nem mais sei onde estou,
Perdi-me de
tanto amor...
Me perdi de ti...
assim como me perdi
de mim...
Tanto amar... Tanto mar...
Ondas levam meus
sentimentos...
tanto mar... tanta dor...
meu olhar no risco da linha
Do horizonte, onde se encontram
Céu e mar. me encontro só
estou com o frio...
só escuto meus lamentos vazios,
meus tormentos, meu
dissabor...
Tanto amor...
Tanto mar...
Teu barco não vai voltar
naufraga no grande mar...
Que não devolve meu amor