laylla

laylla
ao tempo o tempo

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Minha história,

Minha história, não importa muito

Sou mais do que só a autora.
Sou a principal atriz.
é minha memória, não posso voltar atrás

Mas gosto do jeito que esta

A platéia e sempre a mesma,

Fiel

E nunca cobrei ingresso

Pensando bem eu nem mudaria nada

Mesmo não tendo tudo o que eu queria,

Namorar o Selton Melo, viver um amor

Tipo novela mexicana, com muito ciúme

E intriga, ser eleita miss simpatia, tomar

Um pote de sorvete sozinha,

Confessar que gosto de rock

Que acho o João Gilberto um saco

Ir ao rock in Rio.
gosto da minha vida do jeito que está,
de tomar minha cerveja

Depois das cinco da tarde,

De mentir minha idade pra mais só pra parecer

Mais nova

De dizer que um dia vou a Europa

Do olhar de inveja da amiga de

Porre

Porque sou mais bonita

E muito imodesta,

Do sexo perverso

Não eu nunca mudaria nada

Porque eu fiz tudo

O que sou

E acho que fiz um bom trabalho...

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

MAR DE ILUSÕES

Amei tropecei muitas vezes na incerteza
Transformei minha miséria
Mas ri de contente e de tristeza
os olhos me deram amor
olhei para o mar e me banhei de ilusões
a cada chegada ou partida
fiz uma vida de contradições
Mas descobri o segredo da verdade

uma vez conheci um poeta
Este poeta sempre em combate com
Suas palavras, sempre em desacordo
Com seus sentimentos, dizia que amava demais
desprendido do preconceito

de vez em sua imagem vem em meu pensamento
é quando a dor me toma de assalto
me vejo caída no frio
Olhando minha alma em desespero
Senti a vida que me passou
a dor finalmente se separava do corpo
a vida retornou ao seu sentido
Derramada no fundo de um copo

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

a canção nasceu com o Sol

Quando o Sol chegou, ele já estava em paz.
À noite lhe trouxera sons vindos das estrelas,
Que na madruga já sentiam sua falta.
Seu rosto estava cansado,
o cabelo despenteado.
A caneta já lhe pesava na mão
Mas o papel, feliz, ainda olhava desconfiado
Ele compõe como se vivesse seu ultimo amor,
e um grande amor é sempre o ultimo,
Mas ela estava lá
A nova musica de seus sentimentos
O dia coloriu o aposento e invadiu seus olhos.
Amanheceu , o sono chegou,
Naquele dia nascia, mais uma canção de amor...