laylla

laylla
ao tempo o tempo

domingo, 22 de janeiro de 2012

oi e tchau!

foi um daqueles encontos impossiveis de acontecer ,mas acontecem
ele estava la sentado com uma pasta na no colo
como sempre um meio sorriso nos lábios
como se estivesse lembrando de uma historia engraçada
estava mais magro e eu ate
relampegei nos pensamentos que
podia ser por minha causa.
como ele podia escolher o mesmo dentista?
meu coração acelerou e eu senti o enfarto se aproximando
respirei fundo firmei o salta e e me fiz presente no meu passado
o olhar surpreso não definia desconforto ou prazer
- oi
depois de tudo ,
do desamor ,da mágoa ,da loucura .
so oi!
virei de costas e disse tchau!

Nenhum comentário: