laylla

laylla
ao tempo o tempo

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

terezinha

Terezinha
O primeiro me chegou
Eu não estava preparada
Ele não sabia nada
Eu sabia nada ser
Eu segui suas pegadas
As estradas que ele tinha
Mas não me levou a nada
Não me fez sua rainha
Se perdeu na minha vida
Eu nem sei que fim levou
Só ficou na minha lembrança
Como o meu primeiro amor...

O segundo me chegou
Dizendo que eu era sua
Deixou minha alma nua
Me falou da sua dor
Me mostrou a sua sede
eu provei sua bebida
machucou a minha boca
me chamava de querida
me perdi em sua floresta
com sapatos de cetim
mas saiu antes da festa
deixando o amor pra mim...

o terceiro me chegou
como a brisa do mar
segurou a minha alma
tão difícil de acalmar
ele sabia o meu nome
sabia da minha dor
sabia do meu passado
entregava o seu amor
mas partiu tão de repente
que eu nem pude agradecer
por ter me deixado inteira
por não me fazer sofrer...




o quarto me chegou
no meio da tempestade
trouxe uma realidade
tão dificil de encarar
eu não acreditava em nada
mas bastava a ilusão
eu ouvi sua loucura
me queimei na sua paixão
me deixou tão desastrada
que quebrei seu violão
nunca prometia nada
não usou meu coração
foi seguindo a sua estrada
levando a sua canção
me deixando pouco a pouco
e assustada eu disse não...

Nenhum comentário: