laylla

laylla
ao tempo o tempo

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

vil

vi enfim a alma vil da criatura
O rosto cínico disfarçado
na máscara de formosura,
tanta palavra vazia
Triste é a viagem
em companhia da secura
joguei meus pensamentos na c orrenteza
do rio

...

minhas palavras,secam minha boca
meus olhos secam minhas lágrimas
meus sonhos secam minha vida
minha alma se eleva acima de mim
e não vejo meus erros.
minhas esperanças se foram
com a idade
tanto tempo,tanto desperdício...
as pessoas más venceram sua luta
mas meus sangue não ficou
no campo de batalha
nem a dor restou...
tenho a PAZ,tenho o caminho terminado
tenho todas as minhas respostas
o final esta fechado...

violão

ah violão tocas bem esta canção
das tuas cordas
saem as notas
que empanam a minha dor
consolas dois corações
benditas as mãos do tocador.

ouvi no teu vibrato ,
o som da chuva
minha musica preferida
alegria dos meus ouvidos
desta alma tão sofrida.
musica sempre presente
umas vezes me faz triste
o que me deixa contente
é saber que tu existes

sai da minha festa!!!

quinta-feira, 12 de Agosto de 2010
Quem foi que lhe disse que a porta ia ficar aberta?
quem te ensinou o caminho que levava a mim?
Quem lhe falou que eu era a hora certa?
e que na certa eu estaria a fim?
não me cutuque com sua vara curta
talvez não surta o esperado efeito
se fui fiel como calada e surda
hoje sou curda, faço o meu conceito.
Revolva a cara
desmanche a testa
tire o seu copo
da minha festa.
Desfaça a farsa
deixe o que resta
tire o seu corpo
da minha fresta.
mas que desaforo

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

segredus

preciso aprender a guardar segredos
se eu contar pro mar que ainda te amo,
chuva vai contar pra todo mundo
ai não vou te mais
moral pra ninguém
pra me queixar de voce
mas acho que ja esqueci
a mágoa a nódoa na alma
ja se apagou
não vou pedir desculpa por quem eu sou.
já ouvir de todo mundo como é que se trabalha.
como se ama,como se esquece,
como se constrói uma nova historia.
Posso te garantir que o inverno solitário me deixou mais sábia, mais leve
o verão vai me trazer pelo menos um "bronze" legal
Porque a vida segue.
Mas o que foi bonito fica com toda a força.
Mesmo que a gente tente esquecer
a gente vive
trazendo a tona, o que o coração vive tentando deixar pra trás

terça-feira, 26 de julho de 2011

tem dias que a gente só quer esquecer


Sera bom só esquecer
Hoje,já não  renego quem fui.
Cansei de falar coisas sem sentido.
Que meu falar seja excluído,
pra fazer me esquecer...
Meu coração já não aguenta
a gente pode fingir que esquece so pra não
perde a pose
a velhice machuca os ossos.
Do que adianta saber se não tem como te dizer
como eu estou.
ninguém aguenta quem sou.
Acordo, e começo tudo de novo.
eu já fui feita de boba.
Mas não lembro por quem
O que fiz de tão grave?
Me diz, quando acaba esse show?
O efeitos não são tão especiais.
e aquele bar na esquina?
melhor sair passar batom e fazer
sinal pra um taxi
agora eu só quero o puro
eu só quero o bom!!
Pra não esquecer quem sou.
Não quero sô um lado
da medalha.
Sem dó nem emoção.
Apenas respeito o meu momento
Não sou situação.
Minha alma também pode voar
permaneci tempo demais no chão...
o Vento já fala no meu ouvido
dizendo-me  a direção.
já não sou uma cega, surda e muda
perdida no meio da multidão.
 que tem dias,
que a gente só quer esquecer.

domingo, 24 de julho de 2011

eu queria te esquecer...

Eu queria te esquecer

Mas como?
Se a cada tristeza
o que me alegra

É a lembrança do teu sorriso.

eu queria
te esquecer

Mas como?
Se em toda minha solidão
o que me acompanha é

a tua presença.

eu queria
te esquecer,

Mas como?

a lágrima que rola escondida
lembra-me do seu silêncio.

.


eu queria
te esquecer,

mas como?
Se você está nos sonhos que tenho
no gesto de carinho que vejo.
Em cada amanhecer da vida que me resta.

eu queria te esquecer,

mas como?
Se no silêncio mais profundo
ouço seu nome .

Sua doce voz.

eu queria
te esquecer,

Mas como?
Se lembro o quanto
foi bom te conhecer..
Se meu desejo é te encontrar
Amo ate teus defeito
Seu jeito meigo
Tua pele macia
Teu lindo rosto
Tua boca.
eu queria te esquecer?
algum dia serei
algo que passou na sua vida.
Mesmo que nunca tenha seu amor.Alinhar à esquerda
Serás alguem que lembrarei com muito amor.

sábado, 28 de maio de 2011

meu passarinho voou

meu passarinho voou,
Foi para longe de mim,
mas seu coração ficou no meu,
Para que a saudade não me cale...
Coisas na vida ,são mistérios
para ele meu amor é diferente de tudo,
Não não consigo o matar em mim
Não consigo decifrá-lo,
Apenas vivê-lo.
este é o meu amor por ele,
tem segredos e incógnitas,
as vezes um amor ousado,
outras,apenas um amor Simples,
e muito cuidadoso...
Assim é o meu amor,
Um amor que não é indiferente,
,é um amor conseqüente,
De sonhos inconseqüentes,
Sonhos de ser feliz,,
Se torna real...
o passarinho voou,
meus braços ficaram vazios
como quando seca o leite
de seios não são mais necessários
Meu passarinho voou
deixou seu coração
dentro do meu,
quando voltar,eu devolvo...
ai ele leva o meu junto...

segunda-feira, 23 de maio de 2011

epitafio

Ontem descansei
finalmente fui esquecida,

Lambendo as chagas, as feridas

Que de minha alma torturada

brotam
escrevi meu epitáfio

nele se lê :foi poetiza - sonhou - e amou demais na vida.
E nada além de uma cruz enterrada no chão de terra seca.

uma certeza eu tenho...
Que minha alma cantou e amava tanto,
que o anjo protegeu o meu corpo abandonado,
E no silêncio derramou a ultima lágrima de uma dor

silenciosa e fedida!

mais um dia, dia de agonia
não é brincadeira
deveria ter me preparado melhor, e como me orgulho.

lutei muito só por vicio de lutar , pela vida ,por um dia a mais
e agora depois de tudo não encontro a alegria, em nenhum outro dia...
mas parece que estão todos bem, numa ilusão ímpar de

doce felicidade .
Se despedem e dizem bom dia ,que bacana!
Se eu descobrisse um segredo, que me cause medo
Um medo que me impeça de tentar, recordar
Não o seu que me lê, não o meu que me conhece...
Ha sobriedade pela cidade

onde?quando!?

onde estará filho que não pari
a dor que não senti
o nascer de sol que nunca vi?
onde andará o homem que nunca amei
o beijo que nunca dei
a rima que nunca criei?
quando será o fim da velha dor
o inicio de um novo amor
roubar da rosa a cor?
por que será que um filho
eu não pari ,perdi
por que um homem eu nunca amei ,beijei?
o que será da rosa que eu roubei
do por-do- sol que não olhei?

terça-feira, 17 de maio de 2011

gosto de emoção

Gosto do gosto da emoção

vivida e sentida
gostos dos atos espontâneos

sem gestos bruscos .
por onde vou a a vida me encantada
e pouco a pouco, vejo o caminho

que percorri e me encanto

Com as distâncias percorridas
foram tantos encontros e desencontros
palavras palavra não ditas,mal ditas

balbuciadas
minha paixão é ardente

meu coração carrega o mistério,

a busca calada...
despertar um sentimento
a vontade de se dar

brinco com o transitório
meu pensamento se defende

o coração indefeso chora
e tudo pode começar de novo

num circulo sem fim

A dúvida do encontro
o medo do desencontro
de repente, o amor
caminhos cruzados
nasce uma estrela,morre um sol

Tenho muito que caminhar ainda

So que agora vou poder

Olhar a paisagem

Cairam meus antolhos
o convite está feito
é recomeçar a amar.

Rua vazia

Uma rua vazia

Uma lampâda quebrada

A cadela no cio

Um lobo na estrada

Uma dor, um arrepio

A boneca jogada

Do cigarro fumado

A bagana deixada

A boca mal pintada

Um olhar lascivo

A mordida ,a dentada

O cheiro da boca

Acordar assustada

A mentira maldita

A queda ,a escada

Nos becos a saida

Esconder a escapada

Da coruja ,o pio

Alma mal assombrada

A garrafa quebrada

A rosa putrefada

O vermelho do sangue

A minha vida?
Um caco.

flores que se vão

Amigos passam por nossas vidas
Alguns por pouco tempos
Outros por muito tempo
Tem aqueles que nos acompanham
Por toda a vida
Aqueles que nem lembramos
De como éramos amigos

De alguns nos restam lembranças
Tem tambem os amigos virtuais
Talvez seja a amizade
Mais fácil de se ter
Basta clicar e pronto mais um amigo add,com simples palavras tecladas
achamos que conhecemos cada um
Uns mais amáveis outros nem tanto
Tem amigos que partiram para sempre
E têm aqueles distantes
Que pouco nos falamos s
Mas que mesmo assim lembramos sempre

Amizade é um sentimento muito estranho

Nunca se sabe pra onde vai...

É diferente do amor,que tem inicio,meio e

As vezes fim

Mas a amizade é mais misteriosa por ser simples

Por não ser egoista,por não exigir

Por estar sempre ali ,nos olhando

Com preocupação e alegria

Nem sempre é respeitdada

As vezes até é desprezada,mas se cala e

Espera...

Um amor ppode ser muitos

Amizade é única ...

Vinha trazer às rosas o primeiro
Beijo do Sol, nessa manhã tão fria!
Um dia foi-se e não voltou…

quarta-feira, 20 de abril de 2011

E eu pensei que fosse morrer de saudade

E eu pensei que fosse morrer de saudade!!

Ontem eu fui dormir ainda troncha de tristeza . meu corpo na cama parecia uma colcha de retalhos,tantos pedaços,tantas historias tudo costurado numa pessoa só, mas fiz minhas orações, e dormi um sono pesado,pedindo a deus que não houvessem sonhos,mas ainda sim eu dormi bem ,depois de tanto tmpo e nem estava bebada, Sabem porque? Por que eu estava com a consciência tranqüila...
eu sei que a imagem que eu passo, que eu sou forte, e todo mundo ri quando eu sofro,mas talvez eu seja mesmo, mas tenho um grande defeito, sou inteira coração,eu disfarço bem mas sou toda emoção,

e isso me faz frágil.me faz acreditar nas pessoas...
Quando eu me mostro inteira,as pessoas se assustam e se afastam,e eu nem posso culpa-las,sou pesada.,e vivo sem nenhum medo, às vezes sou mal interpretada... mas acho que nesta altura da vida eu ja dvia saber disso .

Pera aí que eu já to voltando...
será que alguem achou que eu não ia voltar?
Pensou que a tristeza dos últimos acontecimentos tinham sido tão grande a ponto de me fazer desistir...???
Imagina se isso é possível...???
Nada disso...
Sou assim...
Vivo tudo intensamente...
Sou de verdade...

que nem meu cachorros eu lambo a ferida da vida.

vou seguir assim mesmo

segunda-feira, 11 de abril de 2011

preciso estar só...


preciso estar só

pra poder dar risada

desta solidão insolente.
Que do meu ser ri as gargalhada.
Já não consinto mais nem quero.
Que da minha boca saia.

tanta dor e que do coração.
tanto amor.

preciso estar só...

pra entender meus desperdício,

lamentar pelo que foi jogado fora.

preciso estar só... pra esquecer as lembranças,

desfazer o passado e repudiar o agora.

Pra exorcizar os meus fantamas

confronta-los, e os entregar ao limbo

preciso estar só...

pra admitir os erros ,as puquenas loucuras

o estado de sitio a falsa procura,

entender como foi possível amar tanto e de fato

ser apenas um ato isolado

preciso estar só...

para perceber que coisas pequenas podem derrubar

coisas coisas grandes,

que o amor que pode ser eterno ,

também pode ser muito frágil

pequeno e melancólico,as vezes

ate ridículo .

preciso estar só...

pra poder recomeçar do zero e quem sabe

por um numero à esquerda

não ser zero a esquerda

saber que sentimentos são diferentes

que pessoas são diferentes

mas que se são ímpar

como eu , podem ser um par...

Eu sempre soube...

Eu sempre soube que nada seria

Que quando a ilusão acontece

Um beijo abre as portas do inferno

E foi assim,o inferno congelou

O paraíso abriu sua portas

Mas o amor não rolou

Voce foi a mais bela,
A mais forte,
A mais poderosa poesia de amor

Que já cantei em verso e prosa

Diante da felicidade,fiquei
Prisioneira da paixão,
Tornei-me um anjo ao seu dispor.

Iludida pela tentação,
Voce ignorou minha dor,
Arrancando de mim,
Versos do mais puro amor,mas...

Tudo isso acabou, posso agora voar,
Pois o amor não mais reluz em meu peito,
Aquela flecha que me cravou o luar,

Foi arrancada

Estou livre para sonhar,
Graças a um anjo que de além mar,
Que veio me libertar.

quem!!??


Quem nunca se sentiu assim
Sem rumo, perdido, finalmente como

Eu vencida?
quem experimentou o desalento
E embora cercada de gente,
Continuou absolutamente só
Qual se estivera ao relento?
Quem não se perdeu do passado?
Quem já não ficou sem pensar no futuro,
Sem sentir um medo de nem sei o que?
Quem já não ficou sem saber o que fazer com o agora,
sabendo que o dia e a noite teriam muitas horas?
Quem já não se perdeu de Deus, ?
Quem já não morreu por dentro, após ter muito amado?
Quem já não experimentou um medo da morte?
Quem já não teve todos os planos roubados

e sonhos desfeitos?
Quem já não se viu lesado nos seus mais legítimos direitos?
Quem já não se viu, de repente,sem norte
Sem rumo, sem bússola, sem diretriz,
Quem já não se sentiu um dia, desesperadamente infeliz?
Quem já não se sentou à beira do caminho,
Vendo a vida passar, como filme apenas barato?
Na ínfima condição de mero espectador isolado

hoje eu reivindico o direito de poder ficar calada?
E poder então soltar o passado
Não temer mais o futuro
partir de vez do agora
Voltar ao estado original
Após ter fechado um doloroso ciclo
Fazer-me pronta para mais uma volta

por cima

se vou sentir saudade!!??

Sabe do que vou sentir saudade?

De estar amando voce,dessa forma silenciosa

E confidente,sem pedir,sem deixar de dar

Amanhã ao acordar, vou sentir sua falta,
senti que minha vida, já não sera a mesma

Do último ano,quando eu tinha tudo e quase nada
Sem você por aqui, nada poderá estar por inteiro,

E por mais que eu saiba que isso é certo

Pra nos dois,
sempre me faltará um pedaço,
sempre me faltarão o seus olhos,

Tornando melhor o meu dia.
O seu sorriso, refletindo o meu sorrir.
A sua alma, ninando a minha loucura.
O seu carinho, os meus desejos.
A sua presença em mim.

Mas será melhor assim o amor quando é demais

Só pra um

Resume nossa vida a pequenos momentos
eu aproveitei cada momento que tive
de nossa vida como se fosse o último.
Eu queria só um pouco de você apenas sua presença...seu carinho.
Você não entendeu e pôs tudo a perder
Ah!!!! Era tão pouco o que queria...
esses momentos serão guardados no meu ridículo

mundo de sonhos
Quanto a saudade? é dor que dá e passa

hoje...Decididamente escolhi

apenas viver com sua lembrança...

porque o que voce me deu

e logo esqueceu

nunca ninguém terá

boa noite e adeus!

domingo, 6 de março de 2011

ah se eu pudesse

Ah se eu pudesse só

Te ver feliz e partir

Como se só isso me bastasse

Ah se eu pudesse apagar esses meus

Passos, como um sonho que com

O tempo se esquece

Ah se eu pudesse retomar o meu

Espaço, sem sentir o vazio da tua falta.

Ah se eu pudesse esquecer de mim

Sem sair na noite sempre escura

Sabendo que na tua procura

Estou mais distante de ti

Ah se eu pudesse mentir

Olhando nos teus olhos

E dizer que não amo mais

Que tudo foi um engano

Devolver a tua paz dentro

Dos teus planos

Ah se eu pudesse ate rir

Como se esta piada tivesse

Graça, e a cada gargalha.

Esquecer o que sofri

Ah se eu pudesse voltar

No tempo em que eu não

Era feliz, mas não sabia.

Que o amor pudesse também

Ferir

Ah seu pudesse dizer que esta loucura

Acabou assim como esta poesia

Sem rima. fim

Não se esqueça de mim - Nana Caymmi - Elas cantam Roberto

teu ultimo olhar

Já não vejo meus olhos refletidos

No verde dos teus olhos,
por que só vieste junto a mim.

Para aplacar a minha dor.
para onde eu vá levarei o teu olhar
e para onde fores levarás a minha dor.
Fui tua, não posso dizer o mesmo

O que mais? Juntos fizemos uma curva

No caminho por onde o amor passou.
Tu serás sempre o bem vindo

Que te amei?Nem ouso perguntar ao

Coração.
tua voz na tua vida quem semeou fui eu.
Mas eu ,como sempre, vou embora.

Estou triste: mas sempre estou triste.
Venho do aconchego dos teus braços.

Não sei para onde vou.
teu coração me diz adeus

E eu lhe digo adeus.

Que me conforme em ser sozinha

Para que o verde dos teus olhos,

E o vermelho de meus olhos

Nunca mais se encontrem...

esperança ....desesperanças

Tantas formas me revestem,

E nenhuma me agrada!
Às vezes vejo o amor,

E quase acredito.
Todo o amor é um grito
de dor desesperado
Que apenas o coração ouve.
Peco, por aceitar menos
mas por mais absurdo que seja

Sou apenas um ser humano.

Não quero que as dores

Se apaguem,
mas que saiba dominá-las
no meu coração.

Mesmo sendo tão covarde, Senhor,
me deseje sua misericórdia
lembre-me da ternura aquecida
e as rosas que cultivei,
porque de ti, jamais esquecerei.

Versos tristes...
e o amor persiste, não posso evitar!
A porta continuará aberta
esperança boba de que vais voltar.
ando em silêncio na noite sem graça
pela mesmo lugar onde te encontrei
a solidão aumenta e o tempo vai passar,

Talvez restem promessas esquecidas

Que um dia eu acreditei.

sou o que sou

Eu sou como eu sou.
não tenho certificado de garantia...
nem nunca serei um alguém perfeito.
Tenho toda a perfeição que posso ter.
no fundo eu sou como você:
apenas humana,
capaz de errar.

Mas pelo menos êrro

Não é falha de caráter
e errar faz parte da

Natureza Humana.
Eu vivo e sobrevivo

As pessoas que de verdade

Não me conhecem
Eu sorrio.
Eu ainda aprendo!
Do meu conhecimento,

Que é incompleto,

Estou a busca o tempo todo,
nas horas acordadas

E nas horas de sono.
Eu venho de um longo caminho,
assim como você também terá o seu.
temos nossas lições .
Atingiremos a consciência.
mas eu sou assim como eu

Sou,
me aceite!
Porque eu sou só eu.
Apenas eu e tenho pouco

Tempo e aproveite porque
Não há ninguém igual a mim.
Esta é a garantia que dou.
É assim que eu me sinto.
tenho um coração.
Por favor , não o maltrate

Cuide bem dele.
pode que ele pode ser

Tudo o que eu sou.
Apenas eu,e pode ser

tudo o que você pode

Ter

quinta-feira, 3 de março de 2011

triste...

Hoje estou triste
Como a chuva fina que molha
Meu rosto cansado e delator
Triste pelo tempo perdido
Pelo cansaço sentido
Triste pelo amor.
Não há lamentos que me caibam
Não há tormentos pelos quais
Não passei
Mas minha voz se perdeu no éter
A caravana passou e eu fiquei
Esperanças vãs,promessas inúteis
De tudo eu fiz um pouco
Fui o palhaço e o picadeiro,
Pra platéia que rindo assistia
Fui a bailarina e o domador
Das feras que sorrindo me engoliam
Do circo pouco restou,apenas a tontura
De cair do trapézio.
Hoje estou triste
Não so por mim que me tornarei
Esquecimento,mas por aqueles
Que não guardarão momentos
Únicos que nunca mais vão se
Repetir.
Disse uma vez um poeta louco
“mesmo quando minhas mãos
Estão ocupadas em esganar e
Trucidar ,meu coração fecha os
Olhos e chora”...
Mas se estou triste
Que isso seja a minha sanha
Que se morre um touro na Espanha
Que ser triste seja a minha sina...

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

do que seu sei???!!!

Do que eu sei??!!
que era bom estar com voce,que cada minuto
durava uma hora e as horas podiam durar dias
que a cerveja nunca era amarga e a conversa reeeendia
de dar gosto.
o sofrimento fazia parte do teu ser,mas o meu consolo estava
la sempre alerta evitando que o mal te tocasse
Do que eu sei ??!!
da angustia da saudade ,da incerteza da volta
do pedir o que fosse melhor,não importando
o quanto me faltasse, o medo era grande,mas eu tinha a
tua coragem.
do que eu sei 11//!!
foi da luta pelo amanhã,do cansaço das noites
nem dormidas,do incentivo que um era pra o outro
pra não perde a partida,so canto importava
curava qualquer ferida.
so que eu sei!!!???
das brigas por bobagens,das desculpas depois,do esquecimento
do se "acertar"sem rancor.
do que eu sei?
não sei de mais nada,uma distancia silenciosa
se instalou e não permite mais conversa
cumplicidade.
ja não tenho medo da noite
ja não sei dos teus passos
ja me deixo dormir,sem sentir tua chegada
me perco, tombem as vezes, na mesma
madruga, sem nunca te encontrar
a vezes ate fugindo
ser feliz deveria ser um universo
ser feliz não devia ser algo perverso
onde não saber,as vezes é melhor
do que achar..

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

se alguem encontrar a poesia...

Talvez eu esteja parada agora
Aqui dentro deste velho coração é só um vazio
Deixado pela magoa, é sofrimento doído
Sem sentido
Não agrido com palavras, nem fatos,
Só o que mais me agride é este profundo silêncio
Eu pensei, que tudo fosse diferente
Como nunca pudesse ser perfeito
que este coração não estaria mais só
No abandono das pessoas exatas
de promessas vãs me tornei fraca
Apenas mais um engano
dentro de meus desenganos
Queria de novo sorrir, e não consigo
vou levando as lembranças de tempos
Dignos de serem lembrados
São clamores de dor
respingos deste peito a mostra
São a prova mais sublime de um amor
queria poder sorrir de novo, mas como?
A alegria da poesia me abandonou
Quem a encontra, de um recado
Diga-lhe que sinto falta
Mesmos quando ela maltratava
Este velho coração, quando ela dizia
Que o amor nem sempre é possível
Que às vezes pode ser apenas uma ilusão
Mas ela nunca me magoou tanto assim
Partido e levando todas as lagrimas
deste meu amor...

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

a face

A outra face, não a tenho
a dos sorrisos falsos, ardidos
Para os quais repuxo músculos
Antes desconhecidos e
Doloridos,me falta à segunda face,
A que aceita a bofetada,
A que esquece o hematoma
Preciso da outra face
Para dar o sorriso preciso
Para receber a segunda porrada
fingido que foi um beijo
urdidona mente dos outros!!
Queria ter o cinismo
Que testemunho
Quem me dera!
Ai tudo se dava um jeito...

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Bem vindo

Quem somos nós para questionarmos a Deus
O propósito de voce ter surgido na minha vida
Como um anjo, quando tudo que rogava era que
me livrasse de uma paixão mal resolvida.
Mas minhas preces trouxeram você
...Algo ainda melhor do que eu pedia,
Pois não apenas apagou a dor
Aquela sombra que me faziam sofrer,
Como também me fez rir de alegria
Tua calma, tua paciência com os meus medos.
Meus segredos ,me comoveram de verdade.
No início eu duvidei que fosse possível
Alguém se interessar por mim naquele estado horroroso,
Naqwuela insegurança, naquele baixo astral.
Que não me permitia um só sorriso...
Mas você soube esperar, soube compreender
Aquele meu triste momento,soube se aproximar de
Uma forma carinhosa ,sutil,que aos poucos
Me fez confiar mais em você .
Aos poucos o velho fantasma desapareceu
E eu comecei a perceber que eu gostava de você,
Que havia algo que me fazia bem demais.
Comecei a sentir sua falta,a ter saudades,
A desejar ver voce.
Pude constatar que você e um porto
A melhor coisa que aconteceu na minha vida
Nos últimos tempos
E eu estou muito feliz

se me perguntarem...

Se me perguntarem, e muitos,
ate com certa pena,
Se me cansei? É claro,
a certa altura, a gente cansa.
Estou cansada, do nada, do não sei
...E também de nada me serviria saber,
Pois o cansaço ainda assim ficaria
A ferida dói como dói ,como doi
arde,
E não é por causa de quem
a produziu.
se estou cansada?
Sim ,mas sorridente , as vezes até
feliz ,de estar cansada só por isso
Um sono no corpo, amanhecido
Uma vontade de não pensar ,
de não ter esperanças.
Ser inteligente as vezes,
é um problema,saber...
as vezes a ignorância
é uma benção,uma imposição
dos hipócritas
Tenho visto muito
entendido muito do que tenho visto,
mas sinto o cansaço que isto dá,
afinal o coração já não serve pra nada
a cabeça ,sempre serve pra alguma coisa.
Talvez nem seja cansaço,
Talvez seja so desilusão
Decepção , pelo insensível
descaso...

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Cadeira Vazia

A cadeira vazia
me faz companhia
do outro lado da mesa
a falta do copo
meu corpo arrepia
me mostra a tristeza
então eu entendo
essa gente carente
de mesa de bar
parece um castigo
mas eu estive contigo
no mesmo lugar
olhando em volta
escondo a revolta
procuro encontrar
aquele que um dia
numa poesia
dizia me amar
o bar fica cheio
alguém pede a cadeira
que estava vazia
pro meu desespero ela
leva as lembranças,
minhas fantasias
vou tomar mais um copo
o que vier eu topo
chegue quem chegar
no final da noite
a vida é um açoite
alguém vai me levar...

letra: Layla minelli
musica : DINHO

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

sabedoria

Eu sempre soube
Era pra ser assim mesmo.
Ser paciente é ter felicidade
Já vivi tantas oportunidades
Podia ser mais paciente
Mas não quero
Não é assim que sou,
Muitas palavras...
Depois de ter perdido o norte
Joguei com a sorte,
De saber que tinha de ser sem você
Agora mais nada
Vou continuar a onde estou aqui
Eu vejo medo teus olhos
Não tenhas receio...
Não existe dano irreparável
Mas tenha paciência
Que um dia esta ausência vai passar
Tenho que dizer que lamento…
Por algumas coisas
Sem sentido, por frases sem nexo
Já tenho aquilo que mais quero,
Lembranças...
São minhas últimas palavras…
Ate breve!
Adeus...

se um dia

Se Um DiaSe um dia alguém te fizer chorar, me chama...
te prometo fazer sorrir,com minhas piadas sem graça
daquelas que você sempre riu
por pena pra que eu não ficasse sem jeito
em ultimo caso posso chorar
com você.Se um dia você quiser desabafar fugir
dos problemas, tomar uma cerveja,
me chama posso ficar calada escutandoafinal você é o meu melhor amigoSe um dia você não quiser falar nada,Me chama também, vou como sempre
falar pelos cotovelos ate você, pra me calar, querer dizer alguma
coisa Se um dia você me chamar e eu não estiver
não se assuste, onde quer que eu esteja
estarei rezando por você, por sua felicidade
e agradecendo por ter tido a sorte
de um dia poder ter estado contigo
meu querido e meu melhor amigo

terezinha

Terezinha
O primeiro me chegou
Eu não estava preparada
Ele não sabia nada
Eu sabia nada ser
Eu segui suas pegadas
As estradas que ele tinha
Mas não me levou a nada
Não me fez sua rainha
Se perdeu na minha vida
Eu nem sei que fim levou
Só ficou na minha lembrança
Como o meu primeiro amor...

O segundo me chegou
Dizendo que eu era sua
Deixou minha alma nua
Me falou da sua dor
Me mostrou a sua sede
eu provei sua bebida
machucou a minha boca
me chamava de querida
me perdi em sua floresta
com sapatos de cetim
mas saiu antes da festa
deixando o amor pra mim...

o terceiro me chegou
como a brisa do mar
segurou a minha alma
tão difícil de acalmar
ele sabia o meu nome
sabia da minha dor
sabia do meu passado
entregava o seu amor
mas partiu tão de repente
que eu nem pude agradecer
por ter me deixado inteira
por não me fazer sofrer...




o quarto me chegou
no meio da tempestade
trouxe uma realidade
tão dificil de encarar
eu não acreditava em nada
mas bastava a ilusão
eu ouvi sua loucura
me queimei na sua paixão
me deixou tão desastrada
que quebrei seu violão
nunca prometia nada
não usou meu coração
foi seguindo a sua estrada
levando a sua canção
me deixando pouco a pouco
e assustada eu disse não...

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

De repente eu dei um nó
muito apertado, desses de marinheiro
Enlaçava a vida,
a minha vida!
Desatei o nó do nó,
precisava voltar a respirar
a vida.
fui ao fundo,voltei
Tomei fôlego
com outro olhar,
sorriso aberto,
coração livre.
sem nó, o amor é intocável
Um nó prende o que há de melhor
Enforca mas não mata
De repente eu dei um nó
E não me senti só
Mas não andava
Não pensava,eu só dava
Um nó
Ai eu desatei o nó
A principio quis chorar
Mas sem o nó
eu tive dó
Chegou a hora de voar!

criatura misteriosa

Criatura misteriosa.
que vieste como a chuva

Numa tempestade enraivecida
invadir meu ser!
Respirar meu ar
beber da minha alma

Sem nunca matar

Minha sede

Não que sofra mas
tenho medo das minhas lágrimas

Elas poderiam inundar o mundo.
vieste e de forma assim insensível
te retiras de minha alma

De minhas loucuras contidas.
Nada te impedira em tua cegueira

Não tens compaixão
não importa a minha dor.
mas o meu amor por ti

Só solidificará teus sonhos

Tua alma realizará teus mais íntimos desejos
Não te assustes! Meu amor é manso suave
como a brisa, depois do teu temporal.

Ser feliz? eu sou.

Ser feliz,eu sou...
Eu sempre soube que eu era feliz.
Não de uma maneira comum, mas da minha maneira.
E escondia os meus seios dentro de uma camiseta larga,
Tentando camuflar a evidência de que virava mulher.
... Me agarrava à infância que eu já sabia finda,
E não queria mudar nada .
Gostava de caber dentro de mim.
Eu queria prolongar cada momento,
Os passeios, o sorriso da minha mãe e os dias, e as horas…
Queria que a felicidade ficasse um pouco mais,
Os dias pareciam tão longos...
Queria que a criança não fosse embora.
Mas sabia que fecharia os olhos
E que no dia seguinte isso tudo já seria saudade.
Depois que a gente cresce , desaprende como ser feliz
Porque não tem muito tempo pra lembrar
Hoje só existe o ser, e eu nem sei quando estou,
O que eu sinto, farejo no ar,
A gente aprende a se defender mais do que a lutar.
Ao menos, a identificar quando o perigo chega...
Solto o cabelo, passo perfume e me disfarço toda.
Por que quem sai na chuva pode sempre se molhar
Mas aprendi a fazer isso com certa elegância.
Tem dia novo nascendo.
Tem gente acordando e gente
Que como eu ainda nem dormiu.
Tem pássaro cumprindo sua obrigação
De por som na natureza,
Tem sol em Copacabana saindo de dentro do mar,
Tem voz do Tiago cantando,
Tem acorde de violão tocando,
Tem melodia encantando,
Tem amigos que ainda me amam...
Tem gente que não joga sujo e ainda se emociona…
Tem felicidade que ainda pode chegar.
Não durmo, mas me torno pura poesia,
E assim vou vivendo o bom da vida
Chupando o dedo que feri no espinho
Da rosa, mas ainda assim admirando
A beleza da flor...
Elas são etéreas passageiras.
eternas só na lembrança.
No perfume e na cor...

sábado, 29 de janeiro de 2011

Pedaços

Pedaços

Te arranquei de mim
Aos pedaços
te anotei nos meus fracassos
... Rindo pra enganar a dor...
Nem fiz muito estardalhaço
Quando te vi em outros braços,
Espalhando o meu amor...
Se hoje meu coração se corta
E pra você isso não importa
Esta porta não abro mais...
Se ficas feliz e contente
De dizer pra toda gente
Que eu já fiquei pra trás
Não reconheço o presente,
Se me torno tão ausente
Nesta historia infeliz
Se me iludo mais um pouco
E me faço indiferente
Quando pareces feliz...
Mas a noite chega logo
E me torno um estorvo
Quando ensaias partir.
A madrugada agoniza
Quando a cama vazia
Em vão espera por ti...
Mas pedaço por pedaço
Vou esquecendo teus laços
E passo a não mais sentir dor
Invento novo compasso
E das tuas marcas me desfaço
E vou esquecer de ti meu amor...

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

MEU BOLERO

Hoje ouvi um bolero
daqueles antigos
onde alguem deve estar
em um balcão de bar
pensando na porra da vida
e desafiando a hora de ir embora
um bolerão,desses que a gente tem ate
vontade de dançar,se soubesse
lembra fumaça de cigarro,perfume barato
maquiagem carregada,em olhos gastos
um bolero daqueles que mentem
sobre um grande amor,daqueles
vindos do "utero",cheirando a balada triste
madrugado sebenta,onde alguem
ta se arrebentando pra não sair só
É...eu ouvi um bolero hoje
e ele estava cantando a minha vida
como eu sempre ouvi...

BOM GOSTO



Sempre tive bom gosto
tenho olhos analiticos
uma alma criativa
gosto de tudo o que eu gosto
e no que vejo uma promessa....
sempre quis, por ter bom gosto
tudo o que eu quero (e não devo),
Querer nem sempre é poder
não pode ser, não pode,se conforma!
so tenho bom gosto,nunca o paladar
sinto o céu,vejo a Lua mas tenho medo do Sol
o céu e o Sol, e a lua,se completam.
poemas que eu escrevo,as vezes não dizem nada ,
soluços de alma ferida
não escrevo mais ,talvez por não saber,mais o que dizer,
devo só escutar palavras que não me atrevo,a repetir
de quem mal conheço (e não me esqueço).

O VAZIO


O vazio já existe ,
Um vazio e uma pergunta no ar ,
que talvez por este afastamento inexplicável,
Leva os segundos, minutos, horas e dias...
e continua o silêncio.
Pensamentos invadem a mente
Vão e voltam,num medo latente
Minhas emoções se congelam aos poucos,
Mas ainda procuram lampejos de esperança
procuram descobrir o por quê?
uma causa que possa explicar
Essa ausência sem motivos.
E dessa triste e longa espera,
Que parece que não acaba,
Fico em meu silencio risonho
E por trás do meu sorriso uma questão me sacode,
Mas isto tem que acabar?
O silêncio demonstra
Que a resposta existe,
E só falta aceitar
Que o fim de um tempo chegou.
Sem palavras.
É só o fim.
O fim

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Memórias

Já dei boas risadas
Já contemplei boas madrugadas
já andei de mãos dadas
Já tive sonhos com alguém
E estava dormindo com ele.
meus olhos já tiveram brilho
Já estive em vários lugares do mundo
E vi o quanto o mundo pode ser
pequeno.
Já presenciei o amor do Sol
que não ia embora
Por causa da Lua
e conformado a via só de longe
Já senti ciúmes idiotas
Já me despedi de alguém
Sem sofrer, escondendo no coração,
sem dor.
Vi o amor varias vezes
já escrevi poemas pra ele
Fiz poemas até da dor...
Já tive bons amigos
uma família por perto
Já tive conquistas e satisfação
Já fui a praia me exibir,
mesmo sem gostar de praia.
já magoei alguém
mas foi de saudade, coitado!
enfim já fiz minha historia.
Sempre confiei em Deus
bem pertinho de mim.
Por ele já recomecei
E se houveram passos que eu
não a devia ter dado, azia!
Eu dei assim mesmo!
Com toda certeza
Foi o meu impulsionar na vida
para que eu pudesse saltar

e alcançar o ar!

A Faca


A faca que corta
O sopro que cura
O amor que não dura
Não posso mais
A porta que fecha
...A dor não é festa
No coração a flecha,
se esvai
O olho não presta
Só serve pra fresta
Não vai
A manhã que não chega
A alma que grita,
Me trai
No corpo a mentira
A arma que atira
Ele cai
Levanta pra o mundo
Pobre vagabundo
Buraco profundo
E sai...

meu principe

O príncipe encantado,
Não veio apeado
Chegou de carro
E trajava uniforme.
Não estava a rigor,
...mas isso não tirava, dele,
O esplendor.
Sem dureza no olhar,
Depois de me observar,
E foi uma grande
Surpresa ele me notar.
Nasceu a atração,
veio o desejo e
Pensei na paixão,
mas também veio.
O medo e a incerteza,
da entrega, o medo da.
Ilusão, mas o amor não...
como veio partiu
E deixou encantado
O meu coração,
Sem promessa de voltar
sem se entregar.
Um dia sem esperar,
quem sabe ele volte
E num lento trotar,
ele se aproxime.
Mas... Não... Sei que não vem
não para ficar...