laylla

laylla
ao tempo o tempo

sábado, 11 de dezembro de 2010

Menina triste

Menina triste.

Imaginar só o tamanho da sua dor

E ela sofre em silêncio.

Que no meio da falsa alegria

Solidão encontrou morada.

Nunca teve bonecas, uma amiga.

Ela nunca foi a Disneylândia

Menina triste.

Pouca infância muita inocência.

E querem dela sorrisos sinceros

As pessoas não sabem

Sua alma foi roubada.

Menina triste, sem lembranças.

Não tem nada!

.Como a vida é malvada!

Sua beleza de nada adianta

Uma vida triste,

Uma alma que vaga...

Menina triste.

Procura roubar um pouco

Da felicidade alheia

Um dia talvez

Reconheça a sua

Menina triste...

Nenhum comentário: