laylla

laylla
ao tempo o tempo

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

EU AQUI

Eu aqui, embriagada!
Enquanto tudo acontece
Enquanto quem nunca lembrou
Esquece e a lembrança,
Perece debaixo de um céu chuvoso
Copos na mesa, mentes vazias
Mentes cheias de alegria
Querem-me bem, sem saber, bem a quem
Que bem fazem tantos pra o meu bem...
Mentes frias, como estes dias...
as vezes escuras, como este céu
Ofendo-me as vezes com a sorte
Com o mundo dizendo que eu sou anormal
É anormal esquecer da dor ,do amor
Em 600 mililitros de cerveja?
E anormal ser assim ser tão cabal
E saber não ser louca,
Mas ter seu bem, ser humana?
Banana pra quem me achar louca!!!
Eu sou mais é de olhar a lua cheia
Uivar como loba que chega ao seu final
Não temer a serpente,porque no final
O seu veneno é do bom!!!??

Nenhum comentário: